IV Coletivo de Políticas Agrícola, Agrária e Meio Ambiente

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Sergipe – FETASE e Sindicatos de base, com a participação de mais de 100 lideranças sindicais e representantes do Senar, Secretaria de Estado da Agricultura, Pronese, entre os dias 21 e 22, no Centro de Treinamento Sindical Rural – CENTRESIR. O IV Coletivo teve por objetivo discutir e debater temas de grande importância, não apenas para o movimento sindical dos trabalhadores, mas também para o conjunto da sociedade, dentre os pontos: os efeitos dos agrotóxicos na vida do agricultor e agricultora familiar, os impactos tanto no meio ambiente na contaminação do solo e água e com efeitos direto na saúde humana

É importante trazer a temática do uso de agrotóxicos como questão de saúde pública. O Cerest trouxe dados que nos preocupa bastante com os impactos que o uso de agrotóxicos tem causado e que ao longo tempo estas causas podem ser irreversíveis.

Regularização Fundiária – o movimento sindical tem intensificado seus debates sobre a Regularização Fundiária, diante de muitas unidades familiares, Projeto de reforma Agrária e Crédito Fundiário sem o título da terra ou quer seja a escritura pública que prova a titularidade, na maioria destes as famílias possuem apenas recibo de compra e venda, entendendo que esta pode ser impedimentos futuros para o acesso de políticas que visam o fortalecimento da agricultura familiar.

A SFA/SE trouxe informações de como está o processo de regularização fundiária em Sergipe, e que o INCRA e a ENDAGRO são as duas entidades que estão executando o processo, alguns municípios em Sergipe já iniciaram o processo de regularização. Convênios que já venceram e outros convênios que vence agora em julho de 2019, segundo a SFA/SE já foi entregues títulos de terra, outras unidades familiares estão aguardando.

Fonte comunicação popular sindical

“ do povo, com o povo e para o povo“

Seja o primeiro a Comentar

Comente